Loader

EXAME DE IMAGEM

logo honcord

Centro de Oncologia

O Centro de Oncologia é uma ampliação da Honcord referenciada em oncologia e hematologia. O projeto é uma expansão que servirá para ampliar o número de atendimento e buscar amostra de excelência em diagnóstico de imagens.
Visando otimizar o atendimento e amplificar a parte de exames de imagens a Clínica conta um corpo clínico diferenciado e com várias especialidades. Os atendimentos acontecem de segunda à sexta das 07:00 às 19:00 horas e aos sábados das 07:00 às 13:00 horas.

Biópsia

A biópsia é uma etapa fundamental no tratamento de neoplasias ósseas e de partes moles, sendo indispensável para o diagnóstico definitivo e para a identificação do padrão histológico do tumor. Somente após o resultado da biópsia é que se pode indicar o tratamento adequado.

ALGUNS TIPOS DE BIOPSIAS REALIZADAS

  • Biópsia endoscópica alta (esôfago, estômago, duodeno) ou baixa (reto, sigmóide, cólon)
  • Biópsia da tireóide
  • Biópsia percutânea de fragmento mamário com agulha core biopsy orientada por USG
  • Biópsia do colo uterino
  • Biópsia de pele e tecidos celulares subcutâneo
  • Biópsia de gânglios
  • Biópsia de mucosa oral, laringe e faringe
  • Biópsia prostática e de vesículas seminais
  • Biópsia endoscópica da bexiga
  • Biópsia endoscópica uretral
  • Biópsia de pulmão e brônquios por aspiração por agulha
  • Biópsia hepática, pancreática, renal por agulha dirigida por imagem.

Broncoscopia

A broncoscopia é uma ferramenta essencial, estabelecida e continuamente em expansão na medicina respiratória. É um exame que auxilia na investigação e diagnóstico de doenças das vias aéreas inferiores e permite visualizar as estruturas para realização de procedimentos diagnósticos e terapêuticos, podendo ser realizando em crianças e adultos. O procedimento é realizado sob sedação ou anestesia geral com monitoramento contínuo tendo duração de aproximadamente 30 a 40 minutos.
Auxilia no diagnóstico de diferentes doenças da laringe, traquéia e brônquios, por meio de coleta de biópsias ou exame citológico. Também pode ser utilizada para tratamento minimamente invasivo de doenças que causam obstrução das vias respiratórias e retirada de corpo estranho.

ALGUNS TIPOS DE BRONCOSCOPIA REALIZADAS

  • Broncoscopia com biopsia transbronquica
  • Broncoscopia com ou sem aspirado
  • Broncoscopia com lavado brônquico bilateral
  • Broncoscopia com retirada de corpo estranho.

ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA (EDA)

A endoscopia é um exame capaz de analisar a mucosa do esôfago, estômago e duodeno (primeira parte do intestino delgado). É feita através de um tubo flexível (conhecido por endoscópio) que possui um chip responsável por capturar as imagens do sistema digestivo através de uma câmera. A realização desse exame é uma prerrogativa médica, porém demanda atenção e atuação da enfermagem em todos os momentos.

ALGUNS TIPOS DE EDA REALIZADAS

  • Endoscopia digestiva alta esofagogastroduodenoscopia
  • Endoscopia digestiva alta com biópsia e/ ou citologia
  • Ligadura Elástica de Varizes
  • Endoscopia com cromoscopia
  • Dentre outras.

COLONOSCOPIA

A colonoscopia é um exame que permite ao médico analisar o revestimento interno do intestino grosso e parte do intestino delgado, em uma área que corresponde ao reto, ao cólon e ao íleo terminal. O procedimento serve para encontrar pólipos, tumores, inflamações, úlceras e outras alterações no órgão, sendo atualmente um dos principais métodos de rastreamento do câncer de cólon e reto.

ALGUNS TIPOS DE COLONOSCOPIA REALIZADAS

  • Colonoscopia
  • Colonoscopia com biópsia e/ou citologia
  • Colonoscopia com cromoscopia.

DOPPLER

A ferramenta Doppler associada à ultrassonografia fornece informações em tempo real sobre a arquitetura vascular e os aspectos hemodinâmicos dos vasos em diversos órgãos. Sempre é indicado para detectar tromboses, diagnosticar e avaliar varizes, identificação de aneurismas ou dilatações nos vasos sanguíneos, estreitamentos ou oclusões de veias e artérias, medir o fluxo sanguíneo da mãe para o feto, por meio da placenta durante a gravidez e dentre outros.
A detecção da arquitetura vascular, com determinação de padrão de fluxo sanguíneo, além da observação da direção e velocidade do sangue, permite guiar biópsias de tecidos de forma mais segura, evitando grandes vasos ou áreas de intensa vascularização. A técnica ainda auxilia na caracterização de massas tumorais e fornece informações sobre a hemodinâmica de diversos órgãos vitais.

ALGUNS TIPOS DE DOPPLER REALIZADAS

  • Doppler colorido de aorta e ilíaca
  • Doppler colorido de aorta e arteriais renais
  • Doppler colorido de órgão ou estruturas isoladas
  • Doppler colorido de um vaso
  • Doppler colorido de dois vasos
  • Doppler colorido de vasos viscerais – arterial e venoso
  • Doppler colorido arterial de membros inferiores – unilateral
  • Doppler colorido arterial de membros superiores – unilateral
  • Doppler colorido venoso de membro inferior – unilateral
  • Doppler colorido venoso de membro superior – unilateral
  • Doppler colorido de vasos cervicais arteriais bilateral – carótidas e vertebrais
  • Dentre outros.

ULTRASSONOGRAFIA (USG)

A ultrassonografia é uma técnica que não emprega radiação ionizante para a formação da imagem.
É um exame que gera imagens na tela de um monitor em tempo real de órgãos e de estruturas internas do corpo. Ela utiliza ondas sonoras de alta frequência, que quando batem em órgãos e tecidos produzem ecos.
O ultrassom é utilizado principalmente em diagnósticos para acompanhamento de doenças, além de ser usado em alguns procedimentos cirúrgicos especializados.

ALGUNS TIPOS DE ULTRASSONOGRAFIA REALIZADAS

  • USG de abdomem superior – fígado, vias biliares, pâncreas e baço
  • USG total de abdomem inferior – rins, retro, peritônio e bexiga
  • USG do aparelho urinário
  • USG de tireóide
  • USG de manas - bilateral
  • USG de órgãos e estruturas superficiais – escroto, pênis, músculos, tendão crânio cervical,
  • glândulas salivares, cervical ou axilas.
  • USG de próstata – via abdominal
  • USG de próstata – transretal com biopsia
  • USG pélvica transvaginal

LARINGOSCOPIA

Conceitualmente a laringoscopia é um procedimento de visualização da laringe por meios diretos ou indiretos, fazendo uso do laringoscópio. Por meio dele, é possível que o especialista observe as vias aéreas superiores, como nariz, laringe e faringe.

ALGUNS TIPOS DE LARINGOSCOPIA REALIZADAS

  • Laringoscopia direta para diagnóstico – coleta de material
  • Laringoscopia direta com retirado de corpo estranho
  • Laringoscopia direta com exerese de pólipo nódulo papiloma
  • Laringoscopia direta com microscopia para exerese de pólipo nódulo
  • Laringoscopia direta com microscopia para exerese de papiloma
  • Laringoscopia com laser para exerese de papiloma pólipo nódulo tumor
  • Laringoscopia direta com dilatação para estenose por sessão.

ESPIROMETRIA

Espirometria é o procedimento que mede a capacidade dos pulmões. É também conhecida como Prova Pulmonar ou “exame do sopro”. É um exame capaz de mensurar a movimentação do ar por meio de fluxos e volumes pulmonares, ou seja, a velocidade com que o indivíduo é capaz de inspirar e expirar e também a quantidade de ar utilizada nesses movimentos com o auxílio dos músculos respiratórios. É indicado para acompanhar casos de pessoas com problemas pulmonares, como por exemplo, bronquite, asma, fibrose, enfisema, DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica).

ALGUNS TIPOS DE ESPIROMETRIA REALIZADAS

  • Espirometria - prova ventilatória completa com broncodilatador
  • Espirometria - prova ventilatória completa sem broncodilatador.

CISTOSCOPIA

Uma cistoscopia analisa o interior da bexiga para verificar potenciais tumores, locais de sangramento, sinais de infecção, pedras (cálculos), obter amostra de urina através dos ureteres, tratar tumores e causas de obstrução da saída da bexiga. Um cistoscópio é um instrumento que tem a forma de um tubo com lentes, uma câmara e uma luz na sua extremidade e um óculo na outra. Na maioria dos casos, uma simples cistoscopia dura entre 5 a 10 minutos. Procedimentos que são mais complexos demoram mais tempo.

ALGUNS TIPOS DE CISTOSCOPIA REALIZADAS

  • Cistoscopia e ou uretroscopia com biopsia
  • Cistoscopia e ou uretroscopia sem biopsia.

VASECTOMIA

É uma cirurgia é uma intervenção cirúrgica que faz a interrupção do fluxo de espermatozóides do testículo para o pênis. O procedimento é realizado com anestesia local e com tempo de duração de aproximadamente 30 minutos. As únicas contraindicações estão relacionadas aos casais que não preenchem os critérios descritos na lei.

ALGUNS TIPOS DE VASECTOMIA REALIZADAS

  • Vasectomia com incisão
  • Vasectomia não-bisturi – sem corte.

GASTROSTOMIA

A gastrostomia percutânea por via endoscópica. É um método bastante útil em promover nutrição enteral nos pacientes que possuem o trato digestivo funcionante, mas por alguma razão, estão impossibilitados de manter ingestão oral adequada. A gastrostomia é indicada quando o paciente necessita manter a via alternativa de alimentação enteral por mais de um mês, pois a permanência da sonda nasoenteral, além desse período, aumenta o número de complicações.

ALGUNS TIPOS DE GATROSTOMIA REALIZADAS

  • Gastrostomia Endoscópica
  • Gastrostomia Operatórias.

MUCOSECTOMIA

A mucosectomia é um procedimento seguro e serve para remover lesões que porventura estejam presentes no tubo digestivo do paciente, em suas camadas mais superficiais. Ela pode remover, por exemplo, tumores e até mesmo cânceres que estejam localizados ali. Ela é feita por meio de uma endoscopia e é um procedimento minimamente invasivo.

ALGUNS TIPOS DE MUCOSECTOMIA REALIZADAS

  • Mucosectomia endoscópica esofágica
  • Mucosectomia endoscópica com colonoscopia
  • Mucosectomia endoscópica com EDA.

COLPOSCOPIA

Colposcopia é um exame que permite visualizar a vagina e o colo do útero através de um aparelho chamado COLPOSCÓPIO. Estes exames são grandes aliados no diagnóstico e tratamento do HPV, Human Papiloma Virus, da vagina e do colo do útero. A colposcopia é indicada nos casos de resultados anormais do exame de papanicolaou para se identificar as lesões precursoras do câncer de colo de útero. Um aparelho tipo microscópio que permite obter uma imagem ampliada em tempo real, através da visualização por um binóculo. Este equipamento tem várias lentes, que permitem diferentes tipos de ampliação, tem diferentes filtros, que permitem obter colorações específicas dos tecidos. Perante alterações suspeitas ou patológicas (doença) é realizada a biópsia dirigida por colposcopia (apenas das áreas alteradas) de forma a obter um diagnóstico e posteriormente propor um tratamento adequado. Na presença de determinadas alterações na citologia do colo do útero ou situações clínicas específicas, como veremos mais à frente, a colposcopia permite atribuir-lhe um significado patológico (de doença) ou excluí-lo.

ALGUNS TIPOS DE COLPOSCOPIA REALIZADAS

  • Colposcopia com ou sem biopsia.

HISTEROSCOPIA

A histeroscopia é um procedimento realizado pelo ginecologista que serve para visualizar e estudar a cavidade uterina (interior do útero), sem necessidade de realizar qualquer incisão cirúrgica (cicatriz).

ALGUNS TIPOS DE HISTEROSCOPIA REALIZADAS

  • Histeroscopia diagnóstica
  • Histeroscopia com biópsia
  • Histeroscopia cirúrgica.

POSTECTOMIA

É uma cirurgia realizada para retirar o prepúcio, a pele que cobre a glande do pênis. Considerado um procedimento de pequeno porte e não requer um preparo específico para realização e uma técnica que poupa o prepúcio e o frênulo ao reparar a fimose prepucial.

ALGUNS TIPOS DE POSTECTOMIA REALIZADAS

  • Postectomia.

FIBRONASOFARINGOLARINGOSCOPIA

Esse exame serve para avaliação das cavidades nasais, desde a primeira parte (anterior), passando pela parte mais posterior e terminando na região de cordas vocais (laringe). Em relação ao nariz, é possível avaliar alguns locais aonde ocorrem a abertura dos seios da face em direção ao nariz (por exemplo os meatos médios), e assim, caso esteja saindo secreção ativa destes locais, é possível dar o diagnóstico de rinossinusites.

ALGUNS TIPOS DE FIBRONASOFARINGOLARINGOSCOPIA REALIZADAS

  • Fibronasofaringolaringoscopia para coleta de material
  • Fibronasofaringolaringoscopia para biópsia.

CISTOLITOTRIPSIA

A cistolitotripsia é um procedimento realizado para retirada de cálculos do sistema urinário, onde inclui bexiga, ureter.

ALGUNS TIPOS DE CISTOLITOTRIPSIA REALIZADAS

  • Cistolitotripsia endoscópica.

HIDROCELECTOMIA

Consiste em uma drenagem do excesso de líquidos acumulados entre as túnicas vaginais do testículo, seguida da retirada do tecido da túnica vaginal parietal. De forma leiga, se retira o líquido excessivo do testículo junto da parte formadora do líquido deste testículo.

TIPOS DE HIDROCELECTOMIA REALIZADAS

  • Hidrocelectomia.

COLOCAÇÃO DE DUPLO J UNILATERAL

É um procedimento no qual se coloca no ureter, por endoscopia, um tubo flexível e delicado que se estende desde a bexiga até o rim para fazer o escoamento livre da urina. É indicado quando se encontra alguma obstrução do ureter por cálculo, tumores, estreitamentos cicatriciais e dentre outros.

ALGUNS TIPOS DE COLOCAÇÃO DE DUPLO J REALIZADAS

  • Colocação cirúrgica de duplo J unilateral
  • Colocação endoscópica de duplo J unilate

LIGADURA ELÁSTICA DE VARIZES

A ligadura elástica é considerada o tratamento endoscópico preferencial  das varizes de esôfago. As varizes são veias dilatadas que podem surgir em doenças que fazem aumentar a pressão nas veias do sistema porta, sendo o exemplo mais  frequente a cirrose hepática. Quando calibrosas e/ou associadas a uma função hepática comprometida, estas varizes podem se romper levando a graves sangramentos. O procedimento pode ser realizado tanto para a prevenção de uma primeira ruptura quanto para tentar fazer cessar um sangramento vigente. Em pessoas que já sofreram um episódio de hemorragia varicosa, estará indicada a terapia com ligadura para reduzir o risco de novos sangramentos.

DERMATOLOGISTA

TIPOS DE PROCEDIMENTO REALIZADAS

  • Abrasão cirúrgica (por sessão)
  • Autonomização de retalho – por estágio
  • Biópsia de pele, tumores superficiais, tecido celular, subcutâneo, linfonodo superficial, etc.
  • Cauterização química (por grupo de até 5 lesões)
  • Cirurgia micrográfica de Mohs
  • Criocirurgia (nitrogênio líquido) de neoplasias cutâneas
  • Curetagem e eletrocoagulação de CA de pele (por lesão)
  • Dermoabrasão de lesões cutâneas
  • Eletrocoagulação de lesões de pele e mucosas – com ou sem curetagem (por grupo de até 5
  • lesões)
  • Enxerto cartilaginoso
  • Enxerto composto
  • Enxerto de pele (homoenxerto inclusive)
  • Enxerto de pele múltiplo – por unidade topográfica (UT)
  • Exerese de lesão com auto-enxertia
  • Exerese de lesões circulares com rotação de retalho
  • Exerese de tumor de pele e mucosas
  • Exerese e sutura simples de pequenas lesões – grupo de até 5 lesões (na face)
  • Exerese tangencial (shaving) – por grupo de até 5 lesões
  • Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores – excisão e retalhos cutâneos da região
  • Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores – exerese e enxerto cutâneo
  • Face – biópsia
  • Plástica em Z ou W
  • Retirada cirúrgica de corpo estranho (na face)
  • Sutura de pequenos ferimentos com ou sem desbridamento
  • Transecção de retalho
  • TU partes moles - exerese

Agendamento

O agendamento poderá ser presencial ou por telefone.

ENTRE EM CONTATO

HONCORD

Clínica: (62) 3239 6600

Banco de Sangue: (62) 3239 6644

honcord dna
selo ona honcord
icone facebook honcord
icone instagram honcord